LabClínicas

NOTÍCIAS - Dor na perna pode ser infarto? - por Ana Beatriz de Melo A Del Tio

As dores nas pernas podem vir de qualquer das estruturas presentes nelas (músculos, ossos, articulações, nervos e vasos sanguíneos) ou ser referida, em que a dor nasce de outro local mas, como é um nervo em comum, a sensação fica deslocada como, por exemplo, as dores de nervo ciático ou radiculopatias, como nas hérnias lombares.

Mas existem dores nas pernas que podem indicar um infarto?

Sim, e vou explicar melhor: um tipo de dor que chama a atenção é a isquemia. Isquemia é a falta de sangue em qualquer local (isquemia do miocárdio é um infarto/angina, já a isquemia cerebral é um AVC, etc). A dor que piora com exercício, geralmente com uma distância previsível, melhora após repouso, acompanhada de palidez nas pernas e pés, feridas que não cicatrizam bem, ausência de pelos deve levantar suspeita de doença arterial periférica. A doença arterial periférica é mais presente em pessoas que tem os mesmos fatores de risco para infarto ou AVC. Podemos encarar estas como um espectro de gordura se infiltrando em todos os vasos arteriais e obstruindo a luz das artérias.

Agora imagine que quando suas pernas foram criadas, junto foram projetadas artérias com a capacidade de levar um pouco mais que o máximo de sangue que você precisaria para ser um triatleta (se triatletas existem, é porque essa frase é verdadeira). Mesmo que você não seja um, originalmente estava descrito isso no seu projeto. Então ao longo da vida você não usa essas pernas muito e vai deixando acumular gordura dentro da artéria. Ai o cano que leva sangue já está menor por dentro (cheio de placas de colesterol). O cano que suportava o fluxo de um triatleta já não deixa passar tanto sangue. E o músculo que está ?pedindo? fica sem receber o oxigênio e glicose. E sofre. E isso dói.

Além dos riscos locais (por exemplo, de amputação, atrofia e limitação de movimentos), se essas gorduras estão nas pernas existe 95% de chance de estarem nas artérias coronárias também, bem como nas carótidas, o que pode levar ao infarto.

Existe uma medida que compara a pressão arterial medida nas pernas com a pressão nos braços. No caso de pressão nas pernas inferior a dos braços, a probabilidade de doença coronariana e morte é elevada.

Como identificar um infarto?

As dores do infarto geralmente se caracterizam por dores no peito, que podem vir desde a mandíbula até a cicatriz umbilical. Mas os sinais de alerta nos pés e pernas devem ser respeitados.

Outros tipos de dores na perna

Mas as dores nas pernas podem ter diversas outras causas. As dores articulares e ósseas são comuns na idade, existe relação com movimentação (mesmo sem carga de peso). Podemos notar crepitações (pequenos estalos) nas articulações comprometidas por artrose. Outro público que sofre com dores relacionadas ao desgaste de articulação ou ósseo são atletas com treinamento não supervisionado.

As dores musculares são frequentes, geralmente após algum trauma ou por desgaste. Após exercício intenso, o acumulo de ácido lático e microlesões pelo uso podem levar ao sofrimento e dor.

http://www.minhavida.com.br/saude/materias/32329-dor-na-perna-pode-ser-infarto